junina12
Vamos supor que você foi uma mãe ou um pai que disse “sim” ao post anterior: “Sim, eu levo meu filho na festa junina da escola, apesar de todas as inseguranças que isto me traz! [Afinal, como disse a Andréa Werner Bonoli, do Lagarta Vira Pupa, “lugar de criança com autismo é em todo lugar”]
Neste caso, é muito importante que os pais usem algumas estratégias simples para facilitar a ida da criança (e dos pais também):
1) Avise com antecedência para a criança tudo que estará diferente na sua escola: muitas pessoas, mais barulho, bandeirinhas. Se possível, mostre a ela fotos de decorações de festa junina, para ela saber o que esperar. E apresente para ela as famosas bombinhas, para que ela entenda antes o que é aquele objeto barulhento.
Caso contrário, tudo será um “imprevisto” para ela e, muitas vezes ela não saberá expressar seu desconforto. Uma criança pode começar a chorar “sem motivo”, e outra pode dizer “a escola quebrou”(significando que as coisas não estão “certas”por ali).
2) Coloque uma roupa confortável na criança: O que é mais importante? Sua criança estar bonita ou feliz na festa junina? Acredito que todos vocês responderão “feliz”. Por isto, não se esqueçam que muitos objetos de festa junina “pinicam” ou incomodam (chapéu, textura da roupa, gravata, maquiagem para bigode ou bolinhas da bochecha). Sendo assim, fique atento a estes detalhes e priorize o bem estar da sua criança!
2) Chegue no início da festa: enquanto o ambiente estiver mais “organizado”, de modo que a criança não se “assuste” tanto.
3) Faça pausas programadas: quando ver que a sua criança está se cansando do excesso de estímulos, saia e vá para um ambiente tranquilo (dê uma volta no quarteirão, por exemplo) e volte depois de um tempo. Assim, a criança pode descansar. OBS: Faça isto antes da criança chegar no limite dela.
Usando estas estratégias, vocês poderão aproveitar melhor esta festa, que pode ser bem divertida!!!
FacebookTwitterGoogle+